CMC_SONORA.jpg

CMC E SONORA - MÚSICAS E FEMINISMOS APRESENTAM: RESSONÂNCIAS 

16.04 20H

 

APÓS A EXIBIÇÃO DA OBRA HAVERÁ
BATE PAPO COM OS ARTISTAS E CURADORES

O CMC - Ciclo de Música Contemporânea e Festival nasceu em 2016 com a idéia de mapear, criar uma ponte e dar visibilidade aos artistas baianos que compartilham meios e procedimentos composicionais ligados à música criativa (new jazz, arte sonora, improvisação livre), ao mesmo tempo em que apontam para outras possibilidades e caminhos ligados aos seus territórios de pertencimento. Em cinco anos, realizou diversos eventos ligados à música contemporânea em Salvador, promovendo um intenso intercâmbio entre artistas locais, nacionais e internacionais, por meio de ações educativas (oficinas, painéis, debates) e concertos.

 

Artistas: Edbrass Brasil e Rafael Kalunga

CMC

  • Instagram
CMC_SONORA (1).jpg

Sonora: musicas e feminismos é uma rede colaborativa formada por artistas e pessoas ligadas à pesquisa. Iniciada em 2015, Sonora está envolvida em atividades musicais e sonoras de diversas vertentes. Com uma atuação bastante plural, Sonora está engajada na construção e ocupação de espaços, em projetos colaborativos de criação e performance, em atividades de pesquisa e difusão, e em manifestações feministas no contexto das artes. Sonora é atravessada por incertezas, indefinições, reticências, aberturas, afetividades, sensibilidades, ruídos.

Artistas: Chico Jalala, Flora Camargo Gurfinkel, Geórgia Cynara, Lílian Campesato, Mariana Carvalho, Marina Mapurunga, Tide Borges e Valéria Bonafé

SONORA

  • www icon 03